KOMPANHIA

O Ilha - Mirada

2014

Crianças e adultos buscam um tesouro escondido no interior de uma grande instalação de madeira, lona e barro. Mas não é tão simples assim. Eles terão de enfrentar piratas, fugir dos inimigos, superar obstáculos. As crianças precisarão ser os heróis dessa aventura. O espetáculo itinerante e participativo caminha para seu décimo ano de apresentações constantes. Propondo uma outra relação, na qual o vivenciar a fábula introduz a criança no universo teatral de forma lúdica, O Ilha do Tesouro, com “O” maiúsculo mesmo, oferece uma experiência divertida e coletiva.

O grupo aconselha que as crianças venham acompanhadas de uma pessoa com quem possuam um vínculo afetivo, para que a descoberta do tesouro possa ser mais do que uma conquista, seja verdadeiramente a descoberta de algo mágico, belo e maior.



Este espetáculo foi planejado para duplas (uma criança – 7 a 11 anos – e um adulto).

Texto, Criação e Direção: Ricardo Karman

Assistente de Direção: Bernardo Galegale

Elenco: Anísio Clementino, Bruna Aragão, Ellen Regina, Jaqueline Kubosky, Mário De La Rosa, Otto Blodorn, Renato Sousa, Xande Mello e Yunes Chami

Contrarregragem: Patrícia Amorim


Resenha

Se perguntarmos às crianças o que são os heróis, as resposta vêm cheias de aventuras, conquistas, demonstrações de poderes especiais, força, valores… E sobre quem são? Nesse instante, os olhares desviam, seguem a imaginação tentando encontrar pistas de reconhecimento. Pode parecer banal, mas facilidade e dúvida traduzem a maneira como a criança é construída nos dias atuais. Em casa, na escola, nos intermédios dos caminhos, o herói é sempre o outro, alguém que não a própria criança. Quantas responderiam um simples eu? É preciso possibilitar a elas a propriedade do heroico, do sentirem-se próximas ao heroísmo. Significa dizer, dar espaço ao convívio com a aventura. Pertence ao imaginário do viver um acontecimento, a superação, a surpresa consigo mesmo, a dimensão simbólica do herói não como alguém super, mas como alguém especial.

A Kompanhia do Centro da Terra, nos últimos 15 anos, gera o ambiente necessário para isso. São piratas, tesouros, desafios, armadilhas trazidas em uma narrativa repleta de aventura e de descoberta. Ao fim, as crianças percebem o afeto como o maior tesouro. Processo interessante, pois leva ao entendimento emotivo da conquista do outro, da aceitação, do sentimento verdadeiro: valores fundamentais do herói. Então o super-humano deixa de ser um extraterrestre ou um híbrido qualquer. É ele a dimensão mais profunda do sentir que lhe confirma especial. E esta é, sem dúvida, a mais importante e especial necessidade para a sobrevivência de todos nós.


http://mirada.sescsp.org.br/2014/pt/o-ilha-do-tesouro-brinca-com-a-imaginacao-trazendo-o-publico-para-dentro-do-espetaculo/index.html

KOMPANHIA

04.07.1989

Fundação da Kompa­nhia

KOMPANHIA

525 Linhas 1989

525 Linhas

KOMPANHIA

1990

Reflux

KOMPANHIA

O Santo e a Porca 1990

O Santo e a Porca

KOMPANHIA

Viagem ao Centro da Terra 1992

Viagem ao Centro da Terra

KOMPANHIA

A Grande Viagem de Merlin 1995

A Grande Viagem de Merlin

KOMPANHIA

Marathon 1996

Marathon

KOMPANHIA

2001

Teatro do centro da terra

KOMPANHIA

2005

sobre-viventes

KOMPANHIA

2005

I Mostra de drama­turgia

KOMPANHIA

2005 a 2016

O Ilha do Tesouro

KOMPANHIA

2006

Corpo d’água

KOMPANHIA

2007

O Kronos­cópio

KOMPANHIA

2007

Pneuma

KOMPANHIA

2008

O Ilha - Center Norte

KOMPANHIA

2010

Teatro­kê

KOMPANHIA

2010

Aguáh - Billings

KOMPANHIA

2011

biliri e o pote vazio

KOMPANHIA

2010 a 2014

Sarau Noites na Taverna

KOMPANHIA

OVONO 2016

OVONO