Ingressos Como apoiar

DANÇA

Mariana Taques: Helena

Mariana Taques: Helena

10, 11 e 17 de março, quintas e sexta às 20h30

Livremente inspirada pela vida e obra da violeira sul-mato-grossense Helena Meirelles. O esteio desta peça é a lembrança árida do cerrado, a efemeridade dos momentos de uma história ligada aos pés descalços na terra, por vezes secas outras, encharcadas, estilhaço de bala perdida no peito da mãe, charuto e baralho da avó e as cantigas guaranis. Memórias que se revelam e encontram colo em outras mulheres, onde juntas em um dueto de dança e música, criam uma obra coreográfica ficcional que não pretende homenagear mas sim, explodir nostalgias. 


Co-direção e concepção: Manuela Aranguibel e Mariana Taques

Intérprete-criadora: Mariana Taques

Composição musical, teclado e voz: Natália Nery 

Iluminação: Rossana Boccia

Figurino: Manuela Aranguibel, Mariana Taques e Natália Nery

Produção executiva: Pedro Athie

Fotografia: Ian Maenfeld 


Mariana Taques, trabalha como bailarina e palhaça. Suas produções cênicas tem como base os desdobramentos da improvisação em dança-teatro. É intérprete criadora na Mais+ Companhia dirigida por Diogo Granato; contatista-intérprete do Núcleo Improvisação em Contato, dirigido por Ricardo Neves; colabora como performer no Núcleo Cinematográfico de dança, dirigido por Mariana Sucupira e Maristella Estrela. Compõe a Plataforma Bóia dirigida por Ilana Elkis. Trabalha ao lado de Danilo Alves desenvolvendo atividades pedagógicas à frente do Agrupa, núcleo de estudos parkour e dança. Trabalha em parceria com Manuela Aranguibel na criação de espetáculos, dentre eles as obras Aurora e Helena.


Natália Nery é pianista, atriz, preparadora vocal e diretora. Bacharel em Piano Erudito pela Faculdade de Artes Alcântara Machado. Atriz formada pela Escola Livre de Teatro de Santo André (ELT). Foi mestre de música na Escola Livre de Teatro de Santo André e é artista convidada como professora de Voz na SP Escola de Teatro (SP). Participou de festivais como o "Perfídia Online" e o festival de música da Munguzá. Já trabalhou com diversos artistas da cena como Pascoal da Conceição; Cia. Mundana; Carol Duarte, Renata Éssis. Luiz Fernando. Dirigiu performances realizadas na Virada Cultural de São Paulo nos shows das artistas Pitty, Baby do Brasil e Carlinhos Brow. É atriz pesquisadora no Coletivo Plataforma Dois, dirigido por Vinicius Torres Machado.


Manuela Aranguibel é artista, bailarina, improvisadora e professora de dança da Venezuela. Estudou dança moderna, contemporânea e performance no Núcleo Valencia na Venezuela, na Folkwang University of the Arts na Alemanha, na École de Sables, em Senegal, e P.A.R.T.S. na Bélgica. Desde 2011 participa das atividades artísticas e educativas da cia. inclusiva alemã SZENE 2WEI. Desde a sua chegada no Brasil em 2015, trabalhou com Clarice Lima, Jorge Garcia, Ricardo Neves e Henrique Lima. Em 2019 participou do intensivo de improvisação em dança 60 DAY

MÚSICA

BNEGRON CONVIDA: FREELION 22.07.24, segunda às 20h

BNEGRON CONVIDA: FREELION

MÚSICA

ONIRA: SONHAR A TEMPESTADE 23.07.24, terça às 20h

ONIRA: SONHAR A TEMPESTADE

CINEMA

A FLOR DO BURITI 24.07.24, quarta às 18h e 20h15

A FLOR DO BURITI

DANÇA

LETÍCIA SCALISE: VOCÊ AINDA QUER LUTAR COMIGO? 25 e 26.07.24, quinta e sexta às 20h

LETÍCIA SCALISE: VOCÊ AINDA QUER LUTAR COMIGO?

MÚSICA

BNEGRON CONVIDA: DABLIUEME 29.07.24, segunda às 20h

BNEGRON CONVIDA: DABLIUEME

MÚSICA

MÚSICA DE MONTAGEM: O GRITO DO ESCURO 30.07.24, terça às 20h

MÚSICA DE MONTAGEM: O GRITO DO ESCURO

CINEMA

AS LINHAS DA MINHA MÃO 31.07.24, quarta às 18h e 20h

AS LINHAS DA MINHA MÃO

CINEMA

O ESTRANHO 07.08.24, quarta às 18h e 20h

O ESTRANHO

DANÇA

CLARISSA BRAGA: MÃEPARIDA 08, 09, 15 e 16.08.24, quintas e sextas às 20h

CLARISSA BRAGA: MÃEPARIDA