Ingressos Como apoiar

CINEMA

SEM CORAÇÃO

SEM CORAÇÃO

05.06.24, quarta às 18h e 20h

"Sem Coração" se passa no litoral de Alagoas, durante o verão de 1996. Através de uma narrativa sensível e delicada, o filme constrói um retrato da juventude alagoana repleto de complexidades. Na trama, a protagonista Tamara (Maya de Vicq) vive seus últimos momentos com os amigos antes de se mudar para Brasília. Em meio a um período de fervorosa exploração da sexualidade entre os jovens, Tamara se interessa por uma adolescente da vila, apelidada de Sem Coração devido a uma cicatriz no peito. “A jornada da protagonista Tamara é inspirada em algumas memórias da minha infância e adolescência passadas no litoral alagoano, lugar onde cresci e de grande inspiração para meus trabalhos”, comenta a diretora Nara Normande.


O longa é uma extensão do curta-metragem homônimo dirigido e escrito por Nara e Tião em 2014. A atriz Eduarda Samara ("Bacurau"), que vive a personagem que dá o nome ao filme, retoma o papel na nova produção. Entre o elenco, também estão Maeve Jinkings ("Pedágio"; "Aquarius"; "O Som ao Redor"), Erom Cordeiro ("A Divisão"; "DNA do Crime") e a estreia de Kaique Brito como Binho no cinema. O filme foi rodado em Alagoas, entre setembro e outubro de 2022, e finalizado no Brasil, Itália e França.


Emilie Lesclaux, produtora do longa, comentou sobre a parceria com os diretores e ressaltou o novo capítulo do trabalho conjunto ao lado da dupla: “Trabalhei com Nara e Tião no início da nossa trajetória, nos curtas-metragens 'Muro' e 'Sem Coração', filmes que estrearam no Festival de Cannes e que tiveram carreiras exemplares no Cinema Brasileiro”, aponta.


Antes de estrear em circuito nacional, "Sem Coração" venceu prêmios na Mostra de São Paulo (Prêmio ABRACCINE de melhor longa), FIFAM Festival Internacional du Film d’Amiens (França - Prêmio do Juri), e no Festival de Havana (Melhor Contribuição Artística), FestAruanda dentro da Mostra Nordestina(Melhor Direção, Melhor Fotografia, Melhor Trilha Sonora, Melhor Som, Melhor Figurino, Melhor Direção de Arte);. Também passou por exibições na 1ª Mostra Carambola, em Maceió, no Panorama Coisa de Cinema, em Salvador, e na Mostra de Cinema de Gostoso. Internacionalmente, teve sessões no Festival de Cinema de Gotemburgo e no BUFF FilmFestival (Suécia), no 42° Festival Internacional Cinematográfico do Uruguai e no Joburg Film Festival (África do Sul).

A estreia do filme integra o projeto Sessão Vitrine Petrobras, de apoio ao audiovisual brasileiro. Criado pela Distribuidora Vitrine Filmes, o projeto ganhou o patrocínio da Petrobras quando relançado no final do ano passado com o intuito de levar aos cinemas um longa por mês.



Sinopse:

Verão de 1996, litoral de Alagoas. Tamara está aproveitando suas últimas semanas na vila pesqueira onde mora antes de partir para estudar em Brasília. Um dia, ela ouve falar de uma adolescente apelidada de "Sem Coração" por causa de uma cicatriz que tem no peito. Ao longo do verão, Tamara sente uma atração crescente por essa menina misteriosa.


Ficha técnica:

Brasil-França-Itália (2023), 92 min, Cor, DCP, 2.39:1, 5.1

Dirigido e escrito por: Nara Normande e Tião

Produzido por: Emilie Lesclaux, Kleber Mendonça Filho, Justin Pechberty, Damien Megherbi, Nadia Trevisan, Alberto Fasulo

Coproduzido e distribuído por: Vitrine Filmes

Diretora de Fotografia: Evgenia Alexandrova

Diretor de Arte: Thales Junqueira

Montagem: Juliana Munhoz, Edu Serrano, Isabelle Manquillet

Produção Executiva: Juliana Lemes, Dora Amorim

Direção de Produção: Luiza Ramos

1ª Assistente de Direção: Laura Mansur

Figurinista: Preta Marques

Caracterização: Natie Cortez

Produção de elenco: Rafhael Barbosa

Som Direto: Lucas Caminha

Design de Som: Riccardo Spagnol, Gianluca Gasparrini

Mixagem: Gilles Bernardeau

Música Original: Tratenwald


Elenco

Maya de Vicq (Tamara)

Eduarda Samara (Sem Coração)

Alaylson Emanuel (Galego)

Maeve Jinkings (Fátima) 

Kaique Brito (Binho)

Eules Assis (Eules)

Erom Cordeiro (Edu)

Ian Boechat (Vitinho)

Lucas Da Silva (Cidão)

Elany Santos (Vânia)



Sobre os diretores NARA NORMANDE e TIÃO


Nara Normande (1986) é alagoana. Morou 20 anos no Recife, onde desenvolveu seus primeiros trabalhos no cinema. Em 2014, dirigiu com Tião a ficção com atores “Sem Coração”, curta ganhador do prêmio Illy na Quinzena dos Realizadores em Cannes. Em 2018, o documentário animado em técnicas mistas “Guaxuma”, coprodução com a França, ganhou mais de 70 prêmios em prestigiosos festivais como SXSW, Guadalajara, Ottawa AIFF e Brasília. "Sem Coração", codirigido por Tião, é seu primeiro longa-metragem. 

Filmografia: Sem Coração, 92 min, 2023; Guaxuma, 14 min, 2018; Sem Coração, 25 min, 2014 e Dia Estrelado, 19 min, 2011.


Tião nasceu em Recife. Em 2008, seu filme “Muro” recebeu o prêmio Un Regard Neuf de melhor curta-metragem na Quinzena dos Realizadores de Cannes. Seu filme Animal Político (2016) estreou no Festival de Roterdã em 2016. 

Filmografia: Sem Coração, 92 min, 2023; Animal Político, 70 min, 2016; Sem Coração, 25 min, 2014; Muro, 18 min, 2008 e Eisenstein, 19 min, 2006.



Sobre a produtora EMILIE LESCLAUX

Emilie nasceu na França e criou, ao lado de Kleber Mendonça Filho, a CinemaScópio, em 2008. Nos últimos 12 anos, tornou-se uma produtora de destaque no Brasil, produzindo oito curtas-metragens, oito longas e uma série, “Delegado”, de Leonardo Lacca e Marcelo Lordello, ainda inédita, somando mais de 250 prêmios. Seu último filme lançado nos cinemas, “Bacurau”, dirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, ganhou o prêmio do Júri no Festival de Cannes. A sua última produção, “Retratos Fantasmas”, de Kleber Mendonça Filho esteve no Festival de Cannes e é o representante brasileiro para concorrer a uma vaga no Oscar 2024. “Sem Coração” participou do Festival de Veneza este ano.


Sobre a produtora CINEMASCÓPIO 

A Cinemascópio é uma produtora independente pernambucana, criada por Kleber Mendonça Filho e Emilie Lesclaux. Nos anos 2000, os curtas-metragens de Kleber, “A Menina do Algodão” (2003), “Vinil Verde” (2004), “Eletrodoméstica” (2005), “Noite de Sexta, Manhã de Sábado” (2006), “Recife Frio” (2009) e o documentário longa-metragem “Crítico” (2008) ganharam mais de 100 prêmios em festivais no Brasil e no exterior. Entre 2008 e 2015, a CinemaScópio também se destacou como uma das principais produtoras audiovisuais do Recife, produzindo ou coproduzindo filmes de jovens talentos, como Leonardo Sette (“Ocidente”, “Confessionário”), Tião e Nara Normande (“Sem-Coração”), Juliano Dornelles (“Mens Sana in Corpore Sano”) e Leonardo Lacca (“Permanência”). Em 2013, a CinemaScópio lançou o longa de ficção “O Som ao Redor”, de Kleber Mendonça Filho, selecionado em mais de 100 festivais e vencedor de 32 prêmios. O filme foi escolhido pelo The New York Times como um dos 10 melhores filmes do ano e representou o Brasil no Oscar. “Aquarius”, segundo longa de Kleber Mendonça Filho, estrelado por Sonia Braga, estreou na competição principal do Festival de Cannes em maio de 2016. Foi distribuído em mais de 100 países e ganhou 51 prêmios em festivais. “Bacurau”, codirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, estreou na competição do Festival de Cannes em maio de 2019 e ganhou o Prêmio do Júri.  Em maio de 2023, o documentário “Retratos Fantasmas”, de Kleber Mendonça Filho, estreou na Seleção Oficial do Festival de Cannes (Sessão Especial).  A CinemaScópio também é responsável pela realização do festival Janela Internacional de Cinema do Recife, que se tornou um dos eventos de cinema mais importantes do país desde sua criação, em 2008.


Sobre a Coprodutora e distribuidora VITRINE FILMES 

Desde 2010, a Vitrine Filmes já distribuiu mais de 250 filmes e alcançou milhares de espectadores apenas nos cinemas do Brasil. Entre seus maiores sucessos estão Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, Prêmio do Júri no Festival de Cannes 2019; O Processo, de Maria Augusta Ramos, que entrou para a lista dos 10 documentários mais vistos da história do cinema nacional; e Druk: Mais Uma Rodada, de Thomas Vinterberg, vencedor do Oscar® de Melhor Filme Estrangeiro em 2021.

Em 2020, a Vitrine Filmes iniciou um novo ciclo de expansão e renovação. Entre as iniciativas, está o lançamento da Vitrine España, que produz e distribui longas-metragens na Europa e o Vitrine Lab, curso online sobre distribuição cinematográfica, vencedor do prêmio de distribuição inovadora do Gotebörg Film Fund 2021. A criação, em 2022, do selo Manequim, focado na distribuição de filmes com apelo a um público mais amplo e, finalmente, a Vitrine Produções, braço estratégico para o desenvolvimento, produção e coprodução de títulos próprios. Neste sentido, o primeiro lançamento da casa foi o documentário Amigo Secreto (DocLisboa 2022), de Maria Augusta Ramos, e atualmente já conta com cinco projetos realizados e oito em desenvolvimento.

 A Vitrine Filmes fecha o ano de 2023 com ótimos indicadores de retomada, alcançando os melhores resultados desde a pandemia. Entre as estreias do ano, estão filmes como Nosso Sonho, de Eduardo Albergaria, lançado pelo selo Manequim Filmes e que obteve a maior bilheteria entre os filmes nacionais do ano, com mais de 515.000 espectadores. Também figuram no catálogo anual a animação Perlimps, de Alê Abreu, o vencedor do Festival de Gramado, Noites Alienígenas, de Sérgio de Carvalho, e a indicação brasileira para o Oscar, Retratos Fantasmas, de Kleber Mendonça Filho, que acumula mais de 80.000 espectadores em salas de cinema e é mais uma coprodução Vitrine Filmes. Mais de 20 filmes foram lançados pelo grupo no ano de 2023.



MÚSICA

BNEGRON CONVIDA: DISSTANTES 15.07.24, segunda às 20h

BNEGRON CONVIDA: DISSTANTES

MÚSICA

GRISA + JOÃO VIEGAS: DES CHIMÈRES 16.07.24, terça às 20h

GRISA + JOÃO VIEGAS: DES CHIMÈRES

CINEMA

A MÚSICA NATUREZA DE LÉA FREIRE 17.07.24, quarta às 20h

A MÚSICA NATUREZA DE LÉA FREIRE

MÚSICA

BNEGRON CONVIDA: FREELION 22.07.24, segunda às 20h

BNEGRON CONVIDA: FREELION

MÚSICA

ONIRA: SONHAR A TEMPESTADE 23.07.24, terça às 20h

ONIRA: SONHAR A TEMPESTADE

CINEMA

A FLOR DO BURITI 24.07.24, quarta às 18h e 20h15

A FLOR DO BURITI

DANÇA

LETÍCIA SCALISE: VOCÊ AINDA QUER LUTAR COMIGO? 25 e 26.07.24, quinta e sexta às 20h

LETÍCIA SCALISE: VOCÊ AINDA QUER LUTAR COMIGO?

MÚSICA

BNEGRON CONVIDA: DABLIUEME 29.07.24, segunda às 20h

BNEGRON CONVIDA: DABLIUEME

MÚSICA

MÚSICA DE MONTAGEM: O GRITO DO ESCURO 30.07.24, terça às 20h

MÚSICA DE MONTAGEM: O GRITO DO ESCURO

CINEMA

AS LINHAS DA MINHA MÃO 31.07.24, quarta às 18h e 20h

AS LINHAS DA MINHA MÃO

CINEMA

O ESTRANHO 07.08.24, quarta às 18h e 20h

O ESTRANHO