Ingressos Como apoiar

CINEMA

Dorival Caymmi – Um Homem de Afetos

Dorival Caymmi – Um Homem de Afetos

03.07.24, quarta às 18h e 20h

Uma viagem irresistível pelo universo do cantor e compositor que revolucionou a canção no Brasil e influenciou gerações de músicos, abrindo caminho para movimentos como a Bossa Nova e a Tropicália. Traduzindo sensorialmente os versos de Caymmi, o filme passeia pela atmosfera vibrante dos pescadores baianos, as referências de raiz africana, a espiritualidade no candomblé, suas histórias de amor e elementos da natureza que tanto inspiraram a obra do artista. 


Apresentando: Dorival Caymmi, seus filhos e músicos Dori, Nana e Danilo Caymmi, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Tom Jobim, a ex-nora e compositora Ana Terra, o neto Gabriel Caymmi, o produtor musical Guto Burgos e a cozinheira Cristiane de Oliveira. 


“Dorival Caymmi – Um Homem de Afetos” 

Documentário | Longa-metragem | 2020 

Direção, roteiro e produção: Daniela Broitman 

Realização: Videoforum Filmes 

Coprodução: Spcine e Canal Brasil 

Apoio: Icatu 

Produtora associada: A Gente Produções 

Distribuição: Descoloniza Filmes

Ficha técnica 


Roteiro, produção e direção: Daniela Broitman 

Direção de fotografia: Reynaldo Zangrandi e Jacques Cheuiche, ABC Som direto: Yan Saldanha 

Montagem: Jordana Berg 

Assistente de direção: Julia Kurc 

Assessora jurídica: Luana Almeida 

Produtora associada: Manuela Formosinho 

Produtora de finalização: Camila Gaglianone 

Correção de cor: Henrique Reganatti 

Supervisão de pós: Giba Yamashiro 

Desenho de som e mixagem: Edson Secco 

Edição de som: Julia Teles e Rafael Coutinho 


Sobre a diretora DANIELA BROITMAN 

Nascida em São Paulo, Daniela Broitman é cineasta, produtora cultural e mestre em Jornalismo pela Universidade da Califórnia – Berkeley.  

Trabalhou como repórter nos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo e foi colaboradora de diversas revistas. Em 1997, mudou-se para os Estados Unidos, onde cursou Produção de Vídeo Digital na New York University (NYU), fez seu mestrado e trabalhou como editora de vídeo e conteúdo em startups de San Francisco, nos Estados Unidos.  

Em 2002, voltou ao Brasil e começou a filmar nas favelas do Rio. Em 2003, recebeu uma bolsa da Fundação Ford para completar seu primeiro documentário de longa metragem, “A Voz da Ponta – A Favela Vai ao Fórum Social Mundial”. O filme foi exibido em festivais internacionais, como o Festival Internacional Del Nuevo Cine Latinoamericano (Havana), African Diaspora Film Festival (NY), Festival dei Popoli (Itália), entre outros, e ganhou o Prêmio de Excelência da Brazilian Studies Association (BRASA). 

A partir de sua experiência com mais de 100 líderes comunitários, criou um projeto audiovisual social dedicado às comunidades populares marginalizadas. Fundou então 

a produtora Videoforum Filmes, com enfoque em justiça social e combate à discriminação racial e de gênero. Com esse tema, fez o roteiro, dirigiu e produziu o documentário de longa-metragem “Meu Brasil”. 


Nos últimos anos, trabalhou em documentários internacionais como “Rip! A Remix Manifesto” (EyeSteelFilm e NationalFilm Board of Canada), na série “Witness”, da HBO (dirigido por Michael Mann, do filme “O Informante”) e coproduziu com o programa Frontline/World da TV norte-americana PBS os documentários “Obama Samba”, “The Money Tree” e “The Carbon Hunters”. 

Premiada com a mais conceituada fellowship para Artes pela Fundação Guggenheim de Nova York, dirigiu, produziu e roteirizou o documentário “Marcelo Yuka no Caminho das Setas”, que conquistou para a Videoforum Filmes o Prêmio de Incentivo à Qualidade do Cinema Brasileiro (PAQ - Ancine). 


Sobre as EMPRESAS  

VIDEOFORUM FILMES | Produtora 

A Videoforum Filmes é uma produtora fundada pela cineasta Daniela Broitman há 15 anos em São Paulo, com filial no Rio de Janeiro.  

Produziu os documentários de longa-metragem “A Voz da Ponta – A Favela Vai ao Fórum Mundial Social”, “Meu Brasil”, “Marcelo Yuka no Caminho das Setas” e “Dorival Caymmi – Um Homem de Afetos”. 

Com o filme sobre Marcelo Yuka, que foi fundador e baterista da banda O Rappa, a Videoforum ganhou o Prêmio de Incentivo à Qualidade do Cinema Brasileiro da Agência Nacional de Cinema (Ancine).  

Também co-produziu com o programa Frontline World da TV pública norte-americana os documentários “The Carbon Hunters”, “The Money Tree”, “The Obama Samba”.  

Co-realizou a Mostra PoliSonoridades – Filmes sobre Música e Política no Centro Cultural dos Correios – RJ. Produziu vídeos institucionais para empresas, ONGs e fundações, entre eles, “Puma ao Redor do Mundo – São Paulo” e “Recife Experiment”, vencedor do Webby Award. 

Atualmente, a Videoforum está dedicada ao desenvolvimento de séries e longas metragens, como o projeto “Discos Marcus Pereira”, e à produção de lançamento nos cinemas de “Dorival Caymmi – Um Homem de Afetos”, ambos dirigidos por Daniela Broitman.


SPCINE | Coprodutora 

A Spcine é a Empresa de Cinema e Audiovisual de São Paulo. Atua como um escritório de desenvolvimento, financiamento e implementação de programas e políticas para os setores de cinema, TV, games e novas mídias. O objetivo é reconhecer e estimular o potencial econômico e criativo do audiovisual paulista e seu impacto em âmbito cultural e social. Nossa missão é promover o fortalecimento e o desenvolvimento democrático, inclusivo e sustentável do setor audiovisual, por meio do pensamento, formulação, implementação e avaliação das políticas públicas, articulando parcerias, recursos e ações inovadoras. A empresa é uma iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura. Criada pela Lei 15.929/2013, teve sua autonomia técnica, fiscal e orçamentária garantida pela Lei 13.303/2016. 


CANAL BRASIL | Coprodutora 

O Canal Brasil é o canal que mais coproduz cinema no país, com mais de 400 longas metragens coproduzidos. No ar há 25 anos, reúne uma programação diversa com programas, séries, ficções, documentários e shows que apresentam retratos da cultura brasileira. O acervo do canal conta com obras dos mais importantes cineastas brasileiros e de várias fases do nosso cinema, com uma grade que conta a história da sétima arte do país. O que pauta o canal é a diversidade, com uma programação plural, composta por muitos discursos e sotaques. A palavra de ordem é liberdade – desde as chamadas e vinhetas até cada atração que vai ao ar. 


Sobre a ICATU 

A Icatu é uma das maiores seguradoras do Brasil, uma empresa de mais de 30 anos com capital 100% nacional. Líder no segmento, é a maior entre as seguradoras independentes com atuação em Seguros de Vida, Previdência e Capitalização. A companhia tem ainda um braço de investimento, a Icatu Vanguarda, e está presente em todo o território nacional por meio de 39 filiais, tendo mais de mais de 10 milhões de clientes ativos. A Icatu é uma empresa de pessoas para pessoas, cujo propósito é atuar para que cada brasileiro tenha mais tranquilidade financeira, e, assim, uma melhor qualidade de vida, a vida toda. Seu portfólio traz uma arquitetura de soluções completas com APIs para conexão com diferentes parceiros, plataformas digitais e insurtechs. Seu marketplace de Previdência é considerado o mais robusto e diversificado do Brasil. Em Capitalização, é a quarta maior do Brasil, considerando o volume de provisões. Em 2023, foi eleita, pelo quarto ano consecutivo, a melhor seguradora em atendimento ao cliente pelo instituto Mesc. No mesmo ano, foi reconhecida pela nona vez como uma das melhores empresas para trabalhar no Rio de Janeiro pelo Ranking do GPTW. Também é uma das três seguradoras mais inovadoras do país, segundo o Ranking Valor Inovação Brasil 2023. Somos a Icatu. Vida. Pra toda vida. 


Sobre a distribuidora DESCOLONIZA FILMES 

A Descoloniza Filmes é uma distribuidora e produtora paulistana fundada por Ibirá Machado em 2017 com um propósito curatorial explícito em seu próprio nome. Lançou comercialmente seu primeiro filme em 2018, a produção argentina “Minha Amiga do Parque”, de Ana Katz. Desde então, levou aos cinemas outras 22 produções, dentre as quais “Carta Para Além dos Muros”, de André Canto, “Cavalo”, de Rafhael Barbosa e Werner Salles, “Gyuri”, de Mariana Lacerda, “Luz nos Trópicos”, de Paula Gaitán, e “Incompatível com a Vida”, de Elisa Capai. Para 2024 a distribuidora prepara o lançamento de mais 8 títulos nacionais, incluindo “Amanhã”, de Marcos Pimentel, “Dorival Caymmi - Um Homem de Afetos”, de Daniela Broitman, “Toda Noite Estarei Lá”, de Suellen Vasconcelos e Tati Franklin, e “Maputo Nakuzandza”, de Ariadine Zampaulo. 

Sobre o É TUDO VERDADE 

O festival, que nesse ano fará a sua 29ª edição em abril, foi criado em 1996 pelo crítico Amir Labaki visando contribuir para um olhar mais atento sobre a produção documental brasileira e internacional. É um dos raros eventos do mundo (e o único da América Latina) a classificar seus quatro vitoriosos pelos júris oficiais, os vencedores das competições brasileira de longas-metragens e de curtas-metragens e das competições internacionais de longas e de curtas-metragens, para inscrição direta para concorrer aos Oscars de melhor documentário de longa-metragem e de melhor curta metragem documental. 



@caymmideafetos

@danibroitman

@descolonizafilmes


MÚSICA

BNEGRON CONVIDA: FREELION 22.07.24, segunda às 20h

BNEGRON CONVIDA: FREELION

MÚSICA

ONIRA: SONHAR A TEMPESTADE 23.07.24, terça às 20h

ONIRA: SONHAR A TEMPESTADE

CINEMA

A FLOR DO BURITI 24.07.24, quarta às 18h e 20h15

A FLOR DO BURITI

DANÇA

LETÍCIA SCALISE: VOCÊ AINDA QUER LUTAR COMIGO? 25 e 26.07.24, quinta e sexta às 20h

LETÍCIA SCALISE: VOCÊ AINDA QUER LUTAR COMIGO?

MÚSICA

BNEGRON CONVIDA: DABLIUEME 29.07.24, segunda às 20h

BNEGRON CONVIDA: DABLIUEME

MÚSICA

MÚSICA DE MONTAGEM: O GRITO DO ESCURO 30.07.24, terça às 20h

MÚSICA DE MONTAGEM: O GRITO DO ESCURO

CINEMA

AS LINHAS DA MINHA MÃO 31.07.24, quarta às 18h e 20h

AS LINHAS DA MINHA MÃO

CINEMA

O ESTRANHO 07.08.24, quarta às 18h e 20h

O ESTRANHO

DANÇA

CLARISSA BRAGA: MÃEPARIDA 08, 09, 15 e 16.08.24, quintas e sextas às 20h

CLARISSA BRAGA: MÃEPARIDA