KOMPANHIA

biliri e o pote vazio

2011

Vencedor em 4 categorias do prêmio FEMSA de Teatro Infantil e Jovem 2011 (melhor espetáculo infantil, melhor trilha sonora, melhor cenografia e prêmio revelação pela direção de animação e sombras de Amir Admoni), e indicado em outras 5 categorias, ganhador do APCA de Melhor Cenografia (José de Anchieta), BILIRI E O POTE VAZIO é uma encantadora história da tradição oral chinesa sobre perseverança, honestidade e amor à natureza. Conta a história de um imperador que, sem herdeiros, resolve distribuir sementes para as crianças para escolher seu sucessor. Nesta montagem a Kompanhia do Centro da Terra utiliza diversas técnicas de linguagem cênica e recursos tecnológicos estabelecendo um inesperado jogo cênico entre o bidimensional e o tridimensional, capaz de criar ilusões com sombras tridimensionais que saem da tela e contracenam ao vivo com suas parceiras bidimensionais.

“Eu conheci esta fábula da melhor maneira possível: narrando-a para meus filhos! Várias vezes a li e várias vezes lágrimas sorrateiras vieram-me aos olhos. Tantas vezes fui surpreendido por elas que decidi adaptar a história para o teatro. Lugar ideal para conhecê-la melhor! Pois percebi que, na oralidade, a fábula adquiria a sua maior força e significado. Nas palavras vivas, produzidas no instante, como pão fresquinho…

Fenômeno estranho esse! Estranho aos cidadãos eletrônicos que, como eu, são fascinados pelos simulacros virtuais e velozes do século XXI. Mas esta aparente contradição proporcionou a própria pesquisa do espetáculo: a integração das sombras chinesas e da animação computadorizada com os atores reais. A bidimensionalidade em consonância com a tridimensionalidade; o preto-e-branco opondo-se ao colorido.

O grande desafio era amalgamar as mídias analógicas, digitais, virtuais e reais, de forma que a narrativa navegasse fluida entre elas, sem sobressaltos ou emendas grosseiras; mas, sobretudo, preservando uma certa simplicidade imprescindível à história.

Uma equipe de profissionais talentosos e comprometidos tomou para si essa tarefa; arriscada, sim, pois havia nela muito de imprevisível.

Aventuramo-nos por águas desconhecidas, motivados por uma historinha infantil. A travessia mostrou-se bastante difícil, com muita complexidade técnica e ensaios trabalhosos. No entanto, misteriosamente, o processo nos encantava a cada momento. E compreendi, finalmente, o segredo por trás desta fábula: a delicada magia de disponibilirizar-se…

Bom espetáculo!”

Ricardo Karman


Links:

Crítica de Dib Carneiro

Joven Pan online


FICHA TÉCNICA

direção e concepção geral: RICARDO KARMAN

texto: RICARDO KARMAN livremente inspirado na fábula chinesa “O Pote Vazio”

direção de animação e sombras: AMIR ADMONI

cenografia e figurinos: JOSÉ DE ANCHIETA

assistente de direção: BERNARDO GALEGALE

ELENCO:

FLAVIO TOLEZANI – Imperador, Xang Xú, Sr. Pô (voz) e Sra Mei (voz)

MARIO DE LA ROSA – Carteiro, Ministro (voz), Arauto e Pai

PAULA ARRUDA / NATHÁLIA GUILLEN– Biliri

ELLEN REGINA – Zy (voz)

iluminação: DENILSON MARQUES

preparação Vocal: MÔNICA MONTENEGRO

trilha Sonora: RICARDO KARMAN e BERNARDO GALEGALE

flores infláveis: CARLOS DELFINO

flores eletromecânicas: RICARDO KARMAN

adereços de cena: GILBERTO DE OLIVEIRA

caracterização: WESTERLEY DORNELLAS / CAMARIM BRASIL

assistente de Caracterização: LILIAN AKIMI

cenotécnica: FERNANDO BRETTAS

contrarregras: ELLEN REGINA, JAQUELINE KUBOSKY e ALEX DUARTE

operação de animação e sombras: ELENCO

operação multimídia: BERNARDO GALEGALE

operação de luz: DENILSON MARQUES

operação de som: BERNARDO GALEGALE

costureira: LANDI FIGURINOS

chapeus: DAISY E RUTH – CHAPEUS E GRINALDAS

projeto gráfico: KEREN ORA KARMAN

elaboração de projeto para editais: ADRIANO RIZK

consultoria técnica de engenharia: GIOVANNI FOIS

fotógrafo: SÉRGIO MARREIRO

assessoria de imprensa: ELIANE VERBENA

coordenação de produção: SILVIA RODRIGUES

ANIMAÇÃO DAS SOMBRAS

ilustração e cenário de sombras: LEONARDO GIBRAN

composição e finalização: AMIR ADMONI e FERNANDO LEAL

animação de marionetes: BIRDO STUDIO

direção de animação das marionetes: LUCIANA EGUTI e PAULO MUPPET

assistente de produção Birdo: FLÁVIA RIBEIRO DA LUZ

animação de marionetes: ANTÔNIO LINHARES, GUSTAVO TEIXEIRA, LUCIANA EGUTI, PAULO MUPPET, PEDRO EBOLI, RAFAEL GALLARDO

realização: CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL

produção: KOMPANHIA DO CENTRO DA TERRA

KOMPANHIA

04.07.1989

Fundação da Kompa­nhia

KOMPANHIA

525 Linhas 1989

525 Linhas

KOMPANHIA

1990

Reflux

KOMPANHIA

O Santo e a Porca 1990

O Santo e a Porca

KOMPANHIA

Viagem ao Centro da Terra 1992

Viagem ao Centro da Terra

KOMPANHIA

A Grande Viagem de Merlin 1995

A Grande Viagem de Merlin

KOMPANHIA

Marathon 1996

Marathon

KOMPANHIA

2001

Teatro do centro da terra

KOMPANHIA

2005

sobre-viventes

KOMPANHIA

2005

I Mostra de drama­turgia

KOMPANHIA

2005 a 2016

O Ilha do Tesouro

KOMPANHIA

2006

Corpo d’água

KOMPANHIA

2007

O Kronos­cópio

KOMPANHIA

2007

Pneuma

KOMPANHIA

2008

O Ilha - Center Norte

KOMPANHIA

2010

Teatro­kê

KOMPANHIA

2010

Aguáh - Billings

KOMPANHIA

2010 a 2014

Sarau Noites na Taverna

KOMPANHIA

2014

O Ilha - Mirada

KOMPANHIA

OVONO 2016

OVONO